Moro diz que não se vê como ‘político verdadeiro’ e que não pretende concorrer a cargos eletivos

O juiz federal Sergio Moro, futuro ministro da Justiça e da Segurança Pública, comentou nesta segunda-feira a decisão de deixar a Operação Lava-Jato e integrar o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro. Em um evento sobre o mercado de construções sustentáveis no Brasil e no mundo, em Curitiba, Moro disse que não se vê “ainda como um político verdadeiro”.

— Eu, aqui, faço uma respeitosa divergência, não me vejo ingressando na política, ainda como um político verdadeiro. Para mim, é um ingresso num cargo que é predominantemente técnico —, afirmou.

Moro afirmou que pretender trabalhar no Ministério da Justiça com aquilo que conhece, a Justiça. Na palestra, que durou cerca de uma hora, Moro diz que não pretender “jamais” disputar cargo eletivo.

— Não pretendo jamais disputar qualquer espécie de cargo eletivo. Mas Ministério da Justiça e de Segurança Pública, pra mim, eu estou em uma posição técnica, pra fazer o meu trabalho —, ressaltou.

MENSAGEM A COLEGAS

Após entrar de férias na Justiça Federal  para cuidar da montagem do Ministério da Justiça, Moro enviou uma mensagem a seus colegas da Justiça Federal pela intranet, na última quinta-feira. O magistrado afirmou que trabalhará em Brasília para aprimorar o enfrentamento à corrupção e ao crime organizado “com respeito à Constituição, às leis e aos direitos fundamentais”.

Veja também

Secretário de educação confirma paralisação e negocia com professores

Os professores da rede municipal de ensino de Salvador entraram em greve nesta quarta-feira (11), …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *